Egresso do Projeto Pescar compartilha experiência com jovens da Midea Carrier

“Não temer o futuro”, essa foi a principal mensagem que Felipe Parmeggiani, 32 anos, buscou passar em uma palestra aos jovens da Unidade Projeto Pescar Midea Carrier. Felipe foi convidado a ministrar uma palestra no início de julho como ex-participante do projeto e empregado da Trensurb, onde atua como técnico em eletrotécnica. Em sua fala, comentou sobre a importância desse tipo de iniciativa, que, mais tarde, acabou levando-o a realizar o curso técnico.egresso palestra para jovens

Felipe, que foi aprendiz do Projeto Pescar em 2002, por meio da Copesul, relata que, na época, sentiu falta de alguém para incentivá-lo a continuar. “Naquela época eu não tinha alguém que viesse palestrar para nós e dizer: ‘continuem, perseverem nisso, vão em frente, não desistam que o futuro é brilhante para vocês’”, declara. Ele resolveu, então, fazer de seu depoimento um encorajamento aos jovens para que sigam em frente. Para isso, falou de suas experiências e de tudo que o projeto agregou em sua vida.

Fonte: Trensurb

Egresso da Associação Kurumi é contratado pela BrasPine

Nos 10 anos da Unidade Associação Kurumi, em Jaguariaíva/PR,  são muitas as comemorações pelos resultados alcançados desde o início do Projeto Pescar. Na última semana, o educador social, Luciano Oliveira Melo, compartilhou um e-mail recebido de um egresso, onde ele agradece os conhecimentos adquiridos como aprendiz na empresa Florestal Vale do Corisco: “Este egresso agora vai fazer parte da equipe de trabalho do setor de comunicação da BraPine. No início do Projeto Pescar, ele conciliava as atividades do programa com a função de ajudante de pedreiro e neste segundo semestre, devido ao seu esforço, ganhou uma bolsa integral de administração através do PROUNI.”

Veja abaixDSC_0963o, o relato do Egresso:

“Hoje foi meu último dia na Vale do Corisco. Gostaria de agradecer a todos vocês por me ensinar a trabalhar na área administrativa, foram muitos os conhecimentos que obtive nesse tempo em que estive na Vale, jamais vou esquecer de vocês e o conhecimento que adquiri com todos. Vou levar para a vida tudo que aprendi aqui. Agradeço muito mesmo o Airton, Erlon, Professor Luciano, Lilian e principalmente ao Projeto Pescar, por me darem a oportunidade de trabalhar com tantas pessoas boas, oportunidade essa que me dediquei bastante para tê-la e saber aproveitar tudo que estava aprendendo. Trabalhar no RH da Vale foi excelente para minha carreira profissional.
Dizem que a vida é feita de oportunidades e eu soube aproveitar a melhor delas, que foi trabalhar na Florestal Vale do Corisco.
Desejo sucessos a todos vocês!!
Grato,
Rodrigo Mattos

Jovens da Quater conhecem o 5º Regimento de Carros de Combate

O 5º Regimento de Carros de Combate – 5º RCC recebeu, no dia 29 de junho, a visita de 18 jovens da Unidade Projeto Pescar Quater, em Rio Negrinho/SC. Os jovens tiveram a oportunidade de conhecer a rotina do aquartelamento, as novas instalações, a história do Regimento e os Símbolos Nacionais, e também  o funcionamento de um Carro de Combate Leopard 1A5 BR.DSC_0048 DSC_0077

  Fonte: Comando Militar do Sul

 

Diretoria da Braslumber conhece jovens da Unidade Projeto Pescar

No dia 12 de julho, a turma do Projeto Pescar na Braslumber, em Telêmaco Borba/PR, conheceu os diretores da empresa. O diretor financeiro, Armando José Giacomet, e o administrador, Antonio Tadeu Giacomet, deram as boas-vindas para os jovens incentivando-os a aproveitarem as oportunidades a partir do Projeto Pescar.

Para o diretor financeiro, os jovens iniciam o Projeto Pescar sem perspectiva e com a autoestima muito baixa, mas saem transformados e entendendo que podem melhorar a sua condição social: “Ver eles atuando no mercado de trabalho com uma nova perspectiva de vida e com sonhos possíveis de realizar nos motiva a continuar investindo na parceria com a Fundação Projeto Pescar.”visita diretores

Jovem da Unidade SOLIDA/Mobasa/Renova é contratada pela empresa SOLIDA

Durante uma atividade vivencial realizada na Unidade Projeto Pescar SOLIDA/Mobasa/Renova, em Rio  Negrinho/SC, sobre o ambiente de trabalho, a jovem  Bya Fernanda Lourenço Rocha se destacou e conquistou uma vaga de emprego.

A educadora social, Blanche de S. S. Fernandes, conta que eles participavam de um recrutamento interno, quando surgiu a oportunidade na recepção da empresa: “Ela está participando do Projeto Pescar durante a manhã e trabalhando no período da tarde. Quando concluirmos o programa, a Bya irá trabalhar em período integral”.

“A experiência irá estimular a turma a perseguir os seus objetivos”, torce Blanche.BYAconsegue emprego

Unidade Tereos realiza roteiro cultural em São José do Rio Preto

IMG_2955

A forma como o espectador é envolvido pelo teatro foi experimentada pela primeira vez por alguns jovens da Unidade Tereos, em Olimpia/SP. Além disso, o grupo desconhecia as instalações do Teatro do SESI, em São José de Rio Preto.

Embora o local ofereça espetáculos de artes cênicas, música, sessões de cinema e exposições gratuitos à população, a turma tem pouco acesso a esses espaços, explicou a educadora social, Alyne Louise da Silva Tavares.

Após assistirem à peça “Berenices”, do Festival Internacional de Teatro, o grupo visitou a exposição “Mãos à Obra” e depois se dirigiu para o SESC, onde teve uma visita monitorada na exposição “Incerteza Viva”, da Bienal de São Paulo: “A proposta de reflexão sobre as atuais condições da vida e as estratégias oferecidas pela arte foi apresentado aos jovens por meio de vídeos, contato com pinturas, e discussão sobre o que foi observado na exposição”, conta.

A experiência foi muito gratificante para a turma: “Eles ficaram encantados. Nos agradeceram várias vezes e relataram que foi um dia muito cultural e diferente”, conta. A atividade aconteceu na última semana (14/07), durante o Festival Internacional de Teatro – FIT. IMG_3032 IMG_3025 IMG_3010

IMG_3072

Roda de conversa na Unidade CBO proporciona o diálogo sobre aspirações futuras dos jovens

A visita técnica da coordenadora da Fundação Projeto Pescar, Isolete Furlan, na Unidade Projeto Pescar CBO, em Macaé/Rio, foi um momento bem significativo para a turma. A educadora social, Mirella Nunes, conta que foi possível realizar uma roda de conversa sobre assuntos relacionados às vivencias dos jovens na Unidade e suas aspirações futuras.

2 1

Prefeito de Porto Alegre recebe jovens participantes do Projeto Pescar

Marchezan lembrou que foi paraninfo da 1ª turma de formandos no Banrisul, em 2004

O prefeito Nelson Marchezan Júnior recebeu na tarde de sexta-feira, 14 de julho, cerca de 40 jovens que participam do Projeto Pescar nas Unidades do Banrisul e da Procempa, em Porto Alegre/RS. Marchezan enfatizou a importância dessa obra para a transformação social nas comunidades e lembrou que foi paraninfo da primeira turma de formandos do Banrisul, em 2004, quando foi diretor da instituição. O Banrisul foi a primeira empresa pública a manter uma unidade do projeto. Os jovens agradeceram Marchezan pela iniciativa e o presentearam com a camiseta do Pescar e um porta-retrato com a foto da turma.

As turmas interagiram com o prefeito sobre assuntos variados, que abordaram o poder público e também a vida pessoal do chefe do Executivo. Crisley da Luz Neves Garcia fez uma pergunta e também um relato comovente. Ela questionou como Marchezan se sente sabendo que auxiliou, de alguma forma, tantos jovens.

“Às vezes encontro com pessoas que participaram do projeto. Até pelo Facebook. Me sinto feliz, mas hoje temos o desafio de multiplicar ações como essas. Dar oportunidade e apresentar outros caminhos, longe da violência”, respondeu.

A Procempa também teve pioneirismo junto à Fundação Projeto Pescar. Foi a primeira empresa pública municipal do país a participar da ação social. “A companhia tem esse legado. E o índice de empregabilidade para estes jovens é muito bom. Quando eles chegam com essa experiência no currículo, se destacam no mercado de trabalho”, relatou a educadora social do Pescar Procempa,  Vanessa Martins.

De acordo com a educadora social da Unidade Banrisul, Claudia Fernandes, muitos jovens que terminaram o curso do Pescar se tornaram empreendedores. “Eles aprenderam dentro do projeto e ajudam outras pessoas, formando uma rede. Os jovens aprendem seus direitos e seus deveres como cidadãos. Os jovens que hoje estão aqui são transformadores de vida nas suas comunidades”, disse.

“Moro em uma área de risco. Muitas amigas se envolveram com o mundo da violência e graças a Deus apareceu o Pescar no meu caminho. Em seis meses, desde que ingressei no projeto, já mudou muita coisa na minha vida”, relatou Crisley, que já pensa em objetivos maiores, como ingressar na faculdade de Direito quando chegar a hora.

O Projeto Pescar – Na Procempa, jovens de 16 a 19 anos podem fazer curso de iniciação profissional, de 900h/aula, na modalidade Jovem Aprendiz. Eles aprendem manutenção de computadores e redes. O Banrisul oferece formação em serviços administrativos, no centro de treinamento, localizado na zona Sul da Capital. “Atualmente, quase dois mil jovens integram a Fundação Projeto Pescar em todo o país”, informa a supervisora do projeto na regional Porto Alegre, Rosemary Terra Lucas.

Foto: Joel Vargas/PMPA