“Todo mundo pode mudar o mundo e quer”, diz Edgard Gouveia

Os participantes do Seminário Nacional de Educadores Sociais da Rede Pescar se sentiram num grande game no primeiro dia de evento. Na abertura,realizada a partir das 17h de terça-feira (22/07), o santista Edgard Gouveia Júnior, arquiteto e urbanista pós-graduado em jogos cooperativos propôs uma missão para o grupo: Encontrar pessoas que, como ele, queiram mudar o mundo.DSC_0321

Uma das grandes surpresas da palestra foi a afirmação: Não queremos o seu dinheiro, queremos o seu melhor. E por ai, Gouveia seguiu propondo um novo olhar sobre as pessoas, sobre o mundo, sobre a nossa comunidade: “Se o que você faz é lindo e importante para a sociedade, você não precisa fazer, mas mobilizar as pessoas para ajudá-lo”, declarou.

O palestrante contou a sua metodologia de brincadeiras sociais batizada Oasis, que  ajudou a revitalizar, com a participação de mais de três mil jovens de diferentes regiões do Brasil, 12 comunidades afetadas pela enchente de do rio Itajaí, em Santa Catarina.

O resultado: Em cinco dias, os quase mil universitários selecionados para a fase presencial do projeto construíram 43 equipamentos comunitários. “Pedimos para a comunidade o que eles queriam para ficar mais felizes e construímos pontes, playgrounds, quiosques, campos de futebol e até pista de motocross, num jogo rápido, divertido e que não exigiu que ninguém colocasse a mão no bolso”. Para Edgard, isso só foi possível porque todo mundo quer mudar o mundo!