Gratidão marca certificação da Unidade Projeto Pescar Vicunha Têxtil

Nós sabemos o quão difícil foi chegarmos até aqui; sabemos como foi espinhoso todo esse nosso caminho. No decorrer do tempo alguns ficaram estressados, entediados, sobrecarregados, e outros infelizmente até pensaram em desistir, mas tinha algo, e ainda tem, em meio a esse grupo, que mesmo com todas as divergências que tínhamos e que continuamos a ter… O que sempre prevaleceu em meio a essa turma, que de contra partida posso chamar de família, foi, é, e sempre será, a UNIÃO.

Ao chegarmos aqui, de um milhão de coisas que se passavam em nossas cabeças, a única que sempre prevalecia era a dúvida. Tínhamos dúvidas sobre tudo; a incerteza caminhava constantemente lado a lado conosco, mas conforme o tempo foi passando, posso dizer que Deus colocou mestres em nossas vidas, que fizeram com que transformássemos todas as nossas dúvidas em certezas.

E é perante a todos que posso afirmar com convicção que ontem éramos crianças, então pensávamos e agíamos como crianças, mas hoje por intermédio de vocês, voluntários, professores, anjos, seja o que forem, HOJE SOMOS ADULTOS.

Muitas  vezes, todos nós, da 13ª turma da Unidade Projeto Pescar Vicunha Têxtil, chegamos a pensar que todas as lutas, todos os desafios e tribulações da vida acabariam a partir do momento em que viéssemos a concluir um curso quer seja básico ou superior, mas pelo contrário, pois é a partir daí que começam os desafios. Porém é sem sombra de dúvidas, que posso afirmar que todos nós, graças ao Projeto Pescar e a Vicunha Têxtil estamos mais… Mais do que preparados, para todos os desafios que a vida há de nos trazer.

Trecho do discurso do jovem João Pedro de Paulo Souza, na cerimônia de certificação da 13ª turma da Unidade Projeto Pescar Vicunha Têxtil, em Maracanaú/CE