Destaque Panvel em Cena premia o Projeto Pescar

“O Projeto Pescar me deu uma oportunidade de ser alguém na vida, de fazer a diferença, de ser importante nesta empresa grande, que é o Grupo Dimed.” O depoimento do egresso e subgerente de loja, Lucas Guimarães Quos, foi dito para os representantes do Projeto Pescar, durante a entrega do prêmio Destaque Panvel em Cena, realizado na sexta-feira (15/09), no Theatro São Pedro, em Porto Alegre/RS.

O presidente da Fundação Projeto Pescar, Edgar Bortolini, e o presidente do Conselho Curador, Romeu Edgar Schneider, compartilharam o depoimento com as principais lideranças da instituição.

Na cerimônia, Schneider salientou a participação do Grupo Dimed na Rede Pescar: “O objetivo do Projeto Pescar é justamente dar um encaminhamento aos jovens. Ao invés de dar o peixe, ensinar a Pescar. Isto é o que nos gratifica e o que nos entusiasma para continuar com este propósito. Queremos agradecer a  Panvel por estar fazendo este reconhecimento e distinção e cumprimentar a própria Panvel por ter uma Unidade do Projeto Pescar na sua empresa, pois há 12 anos está formando jovens e dando um encaminhamento para um futuro melhor. Parabéns a Panvel e esperamos que este exemplo sirva de motivação e possa ser seguido por outras empresas e organizações.”

Romeu Edgar Schneider, Lucas Quos, Edgar Bortolini, Niura Machado

Romeu Edgar Schneider, Lucas Quos, Edgar Bortolini, Niura Machado

A educadora social do Grupo Dimed, Niura Machado, falou do envolvimento e desenvolvimento dos jovens com o programa: “Ao final de cada turma, é possível perceber a transformação que ocorre nos jovens e em suas famílias. Cada sorriso, cada lágrima dos pais e responsáveis ao verem seus filhos recebendo o certificado de conclusão de curso, cada abraço que recebemos com a frase, “obrigada por acreditar no meu filho” , nos faz ter certeza que estamos no caminho certo, mantém o brilho nos olhos e renova a esperança de cada vez fazer mais e melhor para nossos jovens.
O futuro está nas mãos da juventude, então é nossa obrigação enquanto educadores e gestores, formar profissionais éticos e qualificados, para que sigam sempre no caminho do bem. Que cada vez mais, possamos ter empresas aderindo ao Projeto Pescar, que com certeza transforma vidas.”

Prêmio Destaque Panvel em Cena – Apoiadora do Porto Alegre em Cena desde 2009, a Panvel realiza este ano a 4ª edição do Prêmio Destaque Panvel em Cena, que tem como objetivo destacar pessoas, empresas e organizações que atuam com dedicação e comprometimento para promover o bem-estar e transformar a vida das pessoas através da saúde e da cultura.

Neste ano, os premiados foram: o Projeto Pescar, o Projeto Camaleão e a diretora teatral Inês Marocco. A seleção dos premiados foi realizada por um comitê formado por colaboradores e convidados da Panvel.

O Grupo Dimed, composto pelas empresas Dimed/SA, Rede Panvel de Farmácias e Laboratório Industrial Farmacêutico (Lifar), implantou a primeira turma de jovens aprendizes em 2006 e deste então vem implementando a parceria. Ao todo, já foram capacitados mais de 150 jovens para o mercado de trabalho.

 

Instituto Robert Bosch se une ao Projeto Pescar e oferece capacitação profissional para jovens de Curitiba

Neste final de ano, os jovens de Curitiba poderão se inscrever nas vagas do Projeto Pescar. O Instituto Robert Bosch assinou um contrato de parceria com a Fundação Projeto Pescar em agosto e, a partir do primeiro semestre de 2018, passa a oferecer formação pessoal e profissional para jovens na unidade curitibana da Bosch.

O presidente, Edgar Garbade, salienta que a missão do Instituto é promover a evolução social com foco na educação de crianças e jovens de comunidades em desenvolvimento por meio de projetos próprios ou em parceria:  “Estamos nos unindo ao Projeto Pescar para conhecer uma nova forma de trabalhar com os jovens. Temos 1.700 pessoas atuando nesta planta e eles terão a oportunidade de serem voluntários, levando o seu conhecimento para a turma e se envolvendo neste processo de transformação. ”

Presidente do Instituto Bosch, Edgar Garbade

Presidente do Instituto Bosch,  Edgar Garbade

Para Garbade esta experiência é incrível: “O Projeto Pescar é muito bom para os jovens e para todos os envolvidos, inclusive as famílias. Mais do que um curso, a proposta traz para os participantes uma possibilidade deles se desenvolverem, construir ou reconstruir um novo projeto de vida na adolescência, que é uma etapa decisiva da vida, onde estamos muito abertos ao novo. Estamos todos muito satisfeitos com esta parceria. ”

Como funciona – Hoje, mais de 100 empresas e organizações parceiras da Fundação Projeto Pescar, espalhadas pelo Brasil, de setores diversos, emprestam seus espaços à Fundação Projeto Pescar, onde é montada uma sala de atividades e um laboratório, a depender da demanda de cada curso.

O Programa Social Pescar dispõe de 20 áreas de iniciação profissional, que contempla 40% da carga horária total. Já os outros 60% são dedicados a formação do jovem nos aspectos de desenvolvimento pessoal e cidadania.

Essa vivência, num ambiente simulado para a aprendizagem, traz uma perspectiva concreta do que o adolescente precisa, estimulando os jovens a se prepararem para a vida profissional.

 

Semana do Pescar mobiliza empresas e organizações parceiras

O que acontece na sala de atividades do Projeto Pescar? Esta pergunta foi respondida de norte a sul do país, pelos jovens atendidos pelo programa. Durante a Semana do Pescar na Organização, realizada de 4 a 8 de agosto, os adolescentes explicaram para os colaboradores das empresas e organizações parceiras da Fundação, os benefícios do programa e o quanto o Projeto Pescar mudou as suas vidas. Abaixo, algumas ações:

Jovens da Aemflo CDL São José conhecem escritor Deonísio da Silva

Os jovens da unidade Aemflo CDL São José, em São José/SC,  viveram momentos especiais na companhia de Deonísio da Silva, no último dia 30 de agosto. Além de consagrado escritor (premiado internacionalmente e com obras traduzidas em muitos idiomas) e professor universitário, o catarinense Deonísio é um bem-humorado investigador da origem das palavras e das expressões proverbiais (clássicas ou populares).

Ele participou de uma das sessões de ‘Fomento à Leitura’, promovida pelo voluntário Carlos Stegemann e mostrou o quanto o convívio com os livros não só é importante como pode ser muito divertido. Deonísio da Silva contou sobre sua infância pobre, em uma numerosa família – e os sacrifícios que fazia para ler, uma paixão desde tenra idade. “Foi magnífico, ficamos encantados com sua sabedoria e simplicidade”, resumiu Lucinéia Bernardi, educadora social. “Senti-me de volta aos bons tempos de professor no ensino médio”, disse o convidado.escritor

Jovens da Unicred Porto Alegre iniciam período de vivências na cooperativa

Na próxima segunda-feira (4/09), inicia o período de vivências da 8ª turma da Unidade Projeto Pescar Unicred Porto Alegre, nos setores da cooperativa. De segunda a quinta-feira, das 14h às 18h, os jovens estarão acessando das áreas acompanhados da educadora social, Nara Cecília Lopes dos Santos, e de um monitor-colaborador.

Estas vivências envolvem análise ou reflexão da atividade realizada, sempre conduzida pelo educador social. É o momento do exercício do que vem sendo desenvolvido teoricamente ao longo do programa de Iniciação Profissional em Serviços Administrativos.

A análise do comportamento do grupo e o feedback da turma no encontro com o educador social, nas sextas-feiras, é a parte mais importante desta experiência, pois através das discussões, eles exercitam o aprendizado teórico. Abaixo, os jovens e as áreas acessadas durante este período:1

Empresas mudam a vida de 2 mil jovens atendidos pelo Programa

Mais de 100 empresas e organizações parceiras, espalhadas pelo Brasil, de setores diversos, emprestam seus espaços à Fundação Projeto Pescar, onde é montada uma sala de atividades, um laboratório, a depender da demanda de cada curso. Essa vivência, num ambiente simulado para a aprendizagem, traz uma perspectiva concreta do que o adolescente precisa, estimulando os jovens a se prepararem para a vida profissional.

“Eu não pensava em fazer faculdade, em trabalhar num banco. Depois tudo mudou, inspirava-me nos instrutores. Queria ter um bom emprego, poder proporcionar para a minha família uma vida melhor. Fazer parte daquele mundo que me fascinava. E, graças ao Projeto Pescar, eu consegui. Sinto-me realizada, pois consegui concretizar vários sonhos, como a compra da casa própria, fazer faculdade e ter um bom emprego.” Débora Rodrigues Silva, 24 anos – Egressa da 5ª turma da Unidade Projeto Pescar Banrisul, escriturária do Banrisul e estudante de Administração

O Projeto Pescar tem uma história vitoriosa. Em 2017, completa 41 anos de atuação com mais de 29 mil jovens formados e um percentual de empregabilidade de 89,2%.

Isto só é possível com as doações mensais realizadas por empresas e organizações parceiras da Fundação. Anualmente, a Rede Pescar viabiliza o atendimento de 2 mil jovens entre 16 e 19 anos, em dez estados do Brasil.

Converse conosco e estabeleça novas conexões para a transformação da sua empresa e dos jovens da sua comunidade. Entre em contato e nós vamos até você. Fone.: 51-3337-7400   |   www.projetopescar.org.br   | pescar@projetopescar.org.br

 

Mudança é a palavra chave do Encontro Nacional de Educadores

Fotos do evento: aqui

“Quem não muda, dança.” Com estas palavras, a palestrante Madeleine Schein, marcou a chegada dos participantes do Encontro de Educadores Sociais da Rede Pescar: “A nossa vida é uma eterna mudança. E as mudanças acontecem com as renúncias, que (in)felizmente temos que fazer todos os dias. Vamos começar agora”?

A consultora em gestão empresarial e marketing, Madeleine Schein, abre a programação com a palestra “O mundo mudou. E o Projeto Pescar?”

A consultora em gestão empresarial e marketing, Madeleine Schein, abriu a programação com a palestra “O mundo mudou. E o Projeto Pescar?”

De 29 a 31 de agosto, a Fundação Projeto Pescar promoveu um momento de formação para consolidar os procedimentos de planejamento, execução e monitoramento das atividades do Projeto Pescar em 2018. A 1ª edição do evento envolveu 40 educadores do Rio Grande do Sul, de Santa Catarina, do Paraná e de São Paulo. Uma segunda edição ocorrerá de 26 a 28 de setembro, com as mesmas atividades.

Projeto IntegrAção – O encontro é a segunda etapa do Projeto IntegrAção, um projeto estratégico da Fundação, que visa integrar os processos, indicadores e metodologia, de maneira a criar uma grande e organizada gestão do conhecimento, possibilitando a qualificação permanente e sustentável das pessoas e organizações envolvidas com o Projeto Pescar.3

Segundo a gerente do Programa Social Pescar, Silvia Ramirez, com a primeira etapa do Projeto IntegrAção, foi possível implantar um sistema de gestão acadêmica para qualificar e mensurar os atendimentos do Projeto Pescar em todo o Brasil: “Nesta segunda fase estamos trabalhando o planejamento pedagógico para as turmas que iniciarão em 2018, com novos processos de constituição de turmas, avaliação dos jovens, cadastro de voluntários e apoiadores de Unidade.”

Para o educador social do Consórcio Rio Negrinho, Lincol Pedro Drosdek, a preocupação em padronizar os processos é muito importante: “É fundamental ter estes dados e informações de forma mais ágil e este esforço de agora, vai ser compensador no futuro.” Edson Sidinei Hübner, da Unidade Projeto Pescar Frameport, salientou a metodologia da formação: “Com este treinamento foi possível entender o sentido, a razão, e os efeitos do novo sistema. Vamos precisar nos adaptar as funcionalidades da ferramenta, e este é o nosso maior desafio enquanto equipe.”

“O mais significativo para todos nós é que o jovem é o foco. Então, independente das mudanças, isto esta garantido”, destaca a educadora social, da CVG, Juliane Grossl.

Além da paisagem exuberante, o local possui Atividades ecológicas e de lazer para encantar todos os seus convidados

Além da paisagem exuberante, a Quinta da Estância, local onde o evento foi realizado, possui atividades ecológicas e de lazer 

A programação foi intensa, com várias atividades, como vivências, oficinas e homenagens. No último dia do evento, o psicoterapeuta, escritor, cantor e compositor Jorge Trevisol emocionou e tocou a fundo o coração dos participantes do Encontro Nacional de Educadores. Com músicas inspiradoras e histórias de sua trajetória pessoal, Trevisol encantou a todos e motivou-os a redescobrir a criança interior: “Somos donos de nossas vidas e ninguém pode fazer escolhas por nós.”

Unidade Banrisul reúne responsáveis pelos jovens do Projeto Pescar

 “A reunião com os responsáveis pelos jovens do Projeto Pescar busca trazer a família para perto, atingindo a premissa da corresponsabilidade”, explica a educadora social, Claudia Fernandes. Segundo ela, a cada bimestre, a Unidade está conseguindo uma participação mais efetiva da família, e com isso atinge um resultado muito melhor no desempenho dos jovens: “São discutidos conceitos, como a postura dos jovens, participação nas aulas e sua formação como ser autônomo, competente e solidário.”

Educadora social, Claudia Fernandes, e o Articulador da Unidade, Fernando da Silva Ramos Filho

Educadora social, Claudia Fernandes, e o Articulador da Unidade, Fernando da Silva Ramos Filho

O processo é continuo. Uma vez  por semana, à educadora social e os jovens discutem questões de âmbito pessoal e profissional, e observações relevantes são registradas, para que na reunião seja discutido com a família maneiras de realizar uma intervenção positiva: “Junto é apresentado uma ficha de acompanhamento do jovem, com sua porcentagem de frequência, atitudes comportamentais apresentadas no decorrer do curso e o gráfico Sistema de Avaliação Pescar – SAP Jovem, de cada participante da turma.”

A reunião foi realizada no dia 23/08, no Centro Social Banrisul, e contou com a participação de 90% dos responsáveis.IMG_1907 IMG_1909

Jovens do Grupo Digicon agradecem a participação dos voluntários na sua formação

Hoje (28/08), a manhã no Grupo Digicon foi especial para os voluntários do Projeto Pescar. Os jovens visitaram os setores onde os profissionais trabalham e entregaram um cartão e um presente confeccionado pela turma, em homenagem ao Dia Nacional do Voluntariado.

“Só tenho a agradecer à empresa, a professora Natália e aos jovens, pelo reconhecimento ao nosso esforço e dedicação”, destaca o voluntário de Eletricidade, Cristiano Pegoraro. Para o jovem Gabriel Jacques, o momento foi muito gratificante: “Eu achei muito legal a reação dos voluntários e ver como eles ficaram felizes com a nossa homenagem”.

Homenagem – A educadora social, Natália Martins Martins, conta que o cartão foi assinado pelo diretor-presidente da empresa, Peter Richard Elbing, valorizando o envolvimento de todos que se dedicam a formação dos jovens.

A sugestão de presente partiu da própria turma, que aprovou a ideia de uma das jovens, de produzir um enfeite para lápis, em formato de like: “Ela é artesã e ensinou a técnica para os colegas”, conta.