Unidade Consolação trabalha em conjunto com a Escola de Pais na reunião com responsáveis

Investimos vários anos na nossa formação profissional, mas quanto tempo dedicamos a nossa formação como pais?  A Escola de Pais traz esta reflexão para as reuniões com responsáveis na Unidade Projeto Pescar Consolação, em Caxias do Sul/RS.

Segundo a educadora social, Simone Dias dos Santos Bresolim, o trabalho é composto de sete encontros conduzidos pelo casal diretor regional, Claire e Ivo Pioner: “Há 37 anos eles coordenam atividades junto ao Projeto Pescar, escolas e outras instituições, atualizando os familiares e trazendo orientações para facilitar o acompanhamento da evolução dos filhos.

A presença e o interesse dos responsáveis pelos encontros repercute diretamente no Projeto Pescar, pois os jovens percebem a mudança na conduta dos pais, o que traz melhorias para todos da família: “Nosso objetivo final é que os adolescentes possam orientar-se por novos caminhos para o sucesso como pais, mães esposos e educadores em seus futuros lares.”

Entre os temas abordados, estão: Educar é um desafio – Valores e limites na educação de filhos – Pai, mãe e agentes educadores – A educação desde a infância até a puberdade – Adolescência o segundo nascimento – A sexualidade no ciclo de vida da família – Cidadania e cultura.

Jovens do Projeto Pescar preparam atividades para a Semana de Um Olhar para a Juventude de Porto Alegre

Na sexta-feira (17/08), a Semana de Um Olhar para a Juventude de Porto Alegre é na Fundação Projeto Pescar! A partir das 15h, serão oferecidas inúmeras atrações, incluindo uma visita guiada à sede do Projeto Pescar e informações sobre os cursos gratuitos de iniciação profissional. #umolharparajuventude.

No vídeo, o convite dos jovens da Unidade Projeto Pescar Carlos Eduardo Secco:

Acesso pela: Av. Sertório, 1988, Portão 8 – munidos de documentos com foto

Desde sábado, 11 , o evento propõe atividades protagonizadas por jovens de 70 organizações da sociedade civil e públicas. O coordenador da Juventude da Diretoria dos Direitos Humanos da Secretaria de Desenvolvimento Social e Esporte (SMDSE), Filipe Tisbierek, enfatiza o objetivo do evento. “A proposta é, na contramão das notícias negativas, mostrarmos a força da juventude e todas suas qualidades e talentos, com o protagonismo dos jovens. Poder público e sociedade civil precisam se unir de forma consciente e colaborativa, assegurar um desenvolvimento adequado para esses cidadãos, que serão responsáveis pelo futuro.” Mais: aqui

Unidade Ambientaly promove 2ª reunião com os responsáveis do Projeto Pescar

A importância do acompanhamento dos responsáveis durante a participação dos jovens no Projeto Pescar foi valorizada na Unidade Ambientaly, em Guaíba/RS. O educador social,  Gerson Schmidt, valorizou e procurou mostrar o quanto é significativo para o adolescente este envolvimento na 2ª reunião do ano, realizada no dia 26 de julho: “Foi apresentado um vídeo rápido onde mostramos a parceria família X iniciação profissional X escola.”

Schmidt apresentou as atividades desenvolvidas na 1ª metade do curso, como é desenvolvido o Sistema de Avaliação Pescar – SAP Jovem, seu acompanhamento, resultados individuais e da turma: “O processo de avaliação realmente encantou todos os pais, não somente  pela forma como foi conduzido e explicado, mas pelo que está sendo avaliado.”

Ao final da reunião, os jovens conduziram uma dinâmica, em que os responsáveis deixaram uma mensagem de motivação para a turma, fixando seu incentivo em uma árvore confeccionada pelos jovens.

Jovens da Copelmi iniciam vivência nos setores da empresa

No mês de julho, os jovens da Unidade Copelmi, em Butiá/RS, iniciaram as vivências técnicas do curso de Iniciação Profissional em Manutenção Mecânica Industrial. A turma foi dividida em treze setores: RH, Projeto Pescar, Segurança, Telefonia, Portaria, Central de Controle, Mineração, Laboratório, Manutenção e Topografia.

De acordo com a educadora social, Priscila Terezinha Machado Vaz, durante esta etapa de observação e vivência nos setores,  os jovens têm a oportunidade de aprimorar os conhecimentos aprendidos durante o curso: “Eles estão muito empolgados com esta nova fase do Projeto Pescar.”

Banrisul promove Tarde da Pizza na Unidade Projeto Pescar

A Tarde da Pizza na Unidade Projeto Pescar Banrisul, em Porto Alegre/RS, proporcionou momentos de muita emoção e amor. Segundo a educadora social, Claudia Fraga, no dia 21 de julho, jovens, egressos, familiares, equipe técnica e voluntários colocaram a mão na massa para prepararem as pizzas.

Com muita alegria, o cheff Fernando Zingano passou várias dicas e técnicas durante o preparo do alimento: “Além do aprendizado, foi muito especial para todos nós, pois tivemos a oportunidade de ouvir os depoimentos das famílias sobre como o Projeto Pescar transformou suas vidas.”

No final, os jovens serviram os familiares e todos sentaram para comer juntos, como uma grande família: “Levaremos para sempre na lembrança este espaço de  comunhão e fraternidade, construído com a colaboração de cada um dos participantes. ”

 

Jovens da SOLIDA/Renova/Mobasa previnem comunidade contra a poliomielite

Os jovens da Unidade Projeto Pescar SOLIDA/Renova/Mobasa, em Rio Negrinho/SC, participaram de uma ação social de prevenção contra a poliomielite. Segundo a educadora social, Blanche de Souza Szabunia Fernandes, a turma entregou panfletos e deu orientações sobre a campanha de vacinação.

A atividade foi realizada em parceria com o Rotary Club de Rio Negrinho CIMO e gerou muita mobilização na cidade, pois as crianças queriam tirar fotos com os mascotes da campanha, o Zé gotinha e a Maria gotinha.

Unidade Battistella reúne familiares no Cras de Rio Negrinho

A Unidade Battistella, em Rio Negrinho/SC, realizou a reunião dos familiares no Centro de Referência de Assistência Social (Cras) do município. Segundo a educadora social, Luciana Maria Mendes, no encontro foi possível apresentar o que os jovens têm produzido no curso de Iniciação Profissional na Área Madeireira e proporcionar um espaço para os familiares dialogarem sobre as dificuldades no convívio com os filhos.

O Cras é um local onde são oferecidos serviços de Assistência Social, com o objetivo de fortalecer a convivência com a família e com a comunidade.

Jovens da Kimberly-Clark desenvolvem relacionamento interpessoal

Quanto melhores e mais positivos forem os nossos relacionamentos interpessoais, maiores são as chances de construirmos conexões verdadeiras com as pessoas com as quais convivemos. No ambiente de trabalho não é diferente e, por esse motivo, o Projeto Pescar inclui este tema nos cursos socioprofissionalizantes gratuitos.

Na Unidade Kimberly-Clark, em Eldorado do Sul/RS, a voluntária Márcia Barbosa e o educador social, Eduardo Pavin, criaram o quadro “Eu não gosto de…”, como uma consequência do desenvolvimento das habilidades pessoais e de relacionamento interpessoal da turma.

A atividade consistiu em escrever no quadro tudo aquilo que de alguma forma pudesse gerar conflitos entre os jovens: “Foi evidenciado com eles que uma palavra dita em um momento inadequado, ou uma forma de pensamento exposta sem levar em consideração os demais, pode gerar certo desconforto e posteriormente gerar um conflito no ambiente”, explica Pavin.

Vivência em segurança do trabalho na Unidade Kimberly Clark

O tema segurança no ambiente de trabalho foi desenvolvido em julho (24), pelo voluntário e bombeiro Linconl, na Unidade Kimberly Clark, em Eldorado do Sul/RS. Segundo o educador social, Eduardo Pavin, além de apresentar os conhecimentos teóricos, o profissional desenvolveu na prática tudo o que foi dito, proporcionando uma vivência excelente para os jovens.

Ele demonstrou a importância dos extintores no combate a incêndio, as saídas de emergência, rotas de fuga, os alarmes sonoros, e trouxe muita informação importante para quem transita pelo ambiente da empresa.