Jovens da Zensul questionam invisibilidade da juventude em Colóquio Internacional

Na última terça-feira (19/06), a turma da Unidade Zensul levou o debate da invisibilidade da juventude para a abertura do III Colóquio Internacional de Justiça Juvenil na Contemporaneidade. Inspirados no antigo teatro NOH, uma forma tradicional japonesa de teatro com máscaras, música e gestos, os jovens surgiram no palco encapuzados, dando a ideia de que as pessoas e a sociedade não sabem quem eles são e ao mesmo tempo, eles também estão se descobrindo.

Essa falta de identidade começou a mudar quando um jovem passou a revelar o outro tirando a máscara e ajudando-o. Nesse momento eles ficaram iguais. Ao final da apresentação, disseram o seu nome, idade, escolaridade e bairro de origem em Porto Alegre/RS.

Para a Supervisora da Fundação Projeto Pescar, Tatiana Hausen Garcia, a reflexão e o impacto criado com a peça foi muito apropriado à temática do evento, que trouxe para a discussão o fato da sociedade só enxergar a juventude quando ela comete um delito: “Neste momento o jovem entra para a estatística, mas ele sempre esteve ali, faz parte da nossa sociedade, é um ser em desenvolvimento, e está numa fase em que as influências e os estímulos externos são de grande importância para o seu futuro.”

Segundo a educadora social, Alice Machado, diante do desafio de preparar uma abertura para o evento, os jovens criaram todo o roteiro e as falas, assim como escolheram a música e realizam os efeitos sonoros: “A turma está de parabéns”, comemora.

Mais informações sobre o evento, aqui

Unidade Cruz Alta prepara início das atividades

Encerrou na última semana, o processo de inscrição dos jovens para a Unidade Projeto Pescar Cruz Alta, em Cruz Alta/RS.  As atividades serão desenvolvidas na ACI (Av. General Câmara, 935 – 2º andar ), uma das parceiras do consórcio formado com empresas e organizações do município para investir na formação pessoal e profissional de jovens de baixa renda, e para contribuir com a transformação social da cidade. Segundo a Articuladora da Unidade, Patricia Librelotto, o estudo e o trabalho são as maiores ferramentas para buscarmos um Brasil melhor: “Ajudando esses jovens a terem acesso ao curso do Pescar, estaremos formando uma mão de obra mais qualificada, além de inseri-los no mercado de trabalho.”

Patricia diz que a grande diferença que o Projeto Pescar traz para a comunidade é a possibilidade de desenvolver as potencialidades dos jovens e de fazer com que eles acreditem em si mesmos, entendendo que o trabalho e o esforço próprios os dignificam e os tornam pessoas melhores: “Assim, os jovens estarão buscando um futuro de crescimento, que se refletirá em toda a comunidade onde estão inseridos.” Abaixo, a alegria e emoção dos jovens ao saberem que conquistaram uma vaga no curso:

A Unidade busca agora três empresas parceiras para cotizar os jovens e tem previsão de início para o mês de julho. Mais

MANTENEDORES DA UNIDADE

 

 

 

 

 

 

 

 

Na sala da Unidade, a Supervisora Tatiana Hausen Garcia, com a educadora social, Aurea Fernandez, e as Articuladoras: Patricia Librelotto, Maria Cecilia De Bortoli e Luciana Fontanari

Três egressos da Unidade Projeto Pescar conquistam vaga na Ufrgs

O que estes três egressos da Unidade Projeto Pescar Hoepers têm em comum? Ter realizado o sonho de ingressar num curso de graduação na melhor e mais concorrida universidade do estado, a Ufrgs.

"Meu nome é Gerson Costa, tenho 22 anos e sou egresso da 3ª turma da Unidade Projeto Pescar Hoepers. A participação no curso foi uma experiência única, onde tive a oportunidade de fazer boas amizades, compartilhar momentos especiais e ainda crescer e amadurecer junto de pessoas incríveis. Após a capacitação, tive a minha primeira experiência profissional na Hoepers, fazendo parte do quadro de funcionários durante dois anos e meio. Este período pra mim foi igualmente enriquecedor, pois aprendi muito, fiz amizades e pude me dedicar aos estudos e partir em busca de uma vaga no ensino superior. Com isso, após muito esforço e apoio de pessoas queridas, em 2016 tive a alegria de ver meu nome na lista de aprovados da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Hoje estou no 4º semestre do curso de Direito e sou grato por tudo que vivi no Projeto Pescar e por todas as pessoas que conheci durante este período, pois tudo que aprendi com esta experiência foi fundamental para ter realizado o sonho de entrar na UFRGS e receber um ensino de qualidade em uma das melhores universidades do país. Desejo que minha história seja apenas mais uma, entre tantas outras, de jovens vindos de famílias humildes que conseguem alcançar um ensino de qualidade, contando com o apoio da família, amigos e também de projetos incríveis, como o Projeto Pescar."

“Meu nome é Gerson Costa, tenho 22 anos e sou egresso da 3ª turma da Unidade Projeto Pescar Hoepers.
A participação no curso foi uma experiência única, onde tive a oportunidade de fazer boas amizades, compartilhar momentos especiais e ainda crescer e amadurecer junto de pessoas incríveis.
Após a capacitação, tive a minha primeira experiência profissional na Hoepers, fazendo parte do quadro de funcionários durante dois anos e meio. Este período pra mim foi igualmente enriquecedor, pois aprendi muito, fiz amizades e pude me dedicar aos estudos e partir em busca de uma vaga no ensino superior.
Com isso, após muito esforço e apoio de pessoas queridas, em 2016 tive a alegria de ver meu nome na lista de aprovados da Universidade Federal do Rio Grande do Sul.
Hoje estou no 4º semestre do curso de Direito e sou grato por tudo que vivi no Projeto Pescar e por todas as pessoas que conheci durante este período, pois tudo que aprendi com esta experiência foi fundamental para ter realizado o sonho de entrar na UFRGS e receber um ensino de qualidade em uma das melhores universidades do país.
Desejo que minha história seja apenas mais uma, entre tantas outras, de jovens vindos de famílias humildes que conseguem alcançar um ensino de qualidade, contando com o apoio da família, amigos e também de projetos incríveis, como o Projeto Pescar.”

"Meu nome é Fabricio Natanel, tenho 21 anos e sou Egresso do Projeto Pescar. Em 2013 tive a alegria de participar da 4ª turma do Projeto Pescar Hoepers, pela qual agreguei muito conhecimento e acredito que foi um momento de intensa transformação pessoal e profissional. Conheci muitas pessoas especiais e uma super educadora:Paula Moraes. Depois do Projeto Pescar finalizei o ensino médio e me formei Técnico em Administração, posteriormente prestei o vestibular da UFRGS para Ciências Contábeis e faz dois anos que um dos meus sonhos se tornou realidade, sonho pelo qual me dediquei durante todo ensino médio. Estou atualmente no 5º semestre de Ciências Contábeis na UFRGS e trabalho como consultor contábil na contabilidade pública. Estar estudando na UFRGS é um privilégio, os professores são incríveis e possuem um vasto conhecimento em suas áreas, se diferenciando das demais faculdades, e nos proporcionando muito conhecimento. Após concluir a faculdade pretendo fazer o mestrado e doutorado na UFRGS, em Ciências Contábeis, para assim realizar outro sonho, que é ser Professor. As chances de jovens que estudam em escolas públicas e vivem em meio a vulnerabilidade social, de entrar em uma Universidade Federal são bem pequenas. Portanto, devemos aproveitar todas as oportunidades possíveis para que no futuro possamos dar uma vida mais digna às nossas famílias."

“Meu nome é Fabricio Natanel, tenho 21 anos e sou Egresso do Projeto Pescar.
Em 2013 tive a alegria de participar da 4ª turma do Projeto Pescar Hoepers, pela qual agreguei muito conhecimento e acredito que foi um momento de intensa transformação pessoal e profissional. Conheci muitas pessoas especiais e uma super educadora:Paula Moraes.
Depois do Projeto Pescar finalizei o ensino médio e me formei Técnico em Administração, posteriormente prestei o vestibular da UFRGS para Ciências Contábeis e faz dois anos que um dos meus sonhos se tornou realidade, sonho pelo qual me dediquei durante todo ensino médio.
Estou atualmente no 5º semestre de Ciências Contábeis na UFRGS e trabalho como consultor contábil na contabilidade pública. Estar estudando na UFRGS é um privilégio, os professores são incríveis e possuem um vasto conhecimento em suas áreas, se diferenciando das demais faculdades, e nos proporcionando muito conhecimento.
Após concluir a faculdade pretendo fazer o mestrado e doutorado na UFRGS, em Ciências Contábeis, para assim realizar outro sonho, que é ser Professor.
As chances de jovens que estudam em escolas públicas e vivem em meio a vulnerabilidade social, de entrar em uma Universidade Federal são bem pequenas. Portanto, devemos aproveitar todas as oportunidades possíveis para que no futuro possamos dar uma vida mais digna às nossas famílias.”

 

O Renan Carvalho participou do curso de Iniciação Profissional em Vendas e Atendimento ao Cliente, na Unidade Projeto Pescar Hoepers, em 2017. Neste semestre, já vai cursar Engenharia Civil na Ufrgs.

O Renan Carvalho participou do curso de Iniciação Profissional em Vendas e Atendimento ao Cliente, na Unidade Projeto Pescar Hoepers, em 2017. Neste semestre, já vai cursar Engenharia Civil na Ufrgs.

Mercur inicia atividades da 9ª turma do Projeto Pescar

A Mercur iniciou as atividades da 9ª turma do Projeto Pescar nesta semana (22/01). Desde 2010 a empresa acolhe, em Santa Cruz do Sul/RS, o programa socioprofissionalizante e já capacitou mais de 120 jovens. Com o curso de iniciação Profissional em Operações para o Comércio, os participantes saem qualificados para desempenhar todas as atividades do comércio, desde atendimento a atividades em grupo, vendas, logística, cuidados com meio ambiente, entre outros.

“O Projeto Pescar propicia o despertar do jovem quanto ao significado da sua participação no mundo como cidadão ético e responsável, motivando novas atitudes, descobrindo novas possibilidades em sua família, amigos e comunidade e, com isso, colaborando na construção de um mundo melhor e possível, com cuidado ao próximo e ao meio ambiente”, ressalta Breno Strussmann, facilitador e diretor-geral da Mercur. 

Mercur-baixa

 

 

Nova turma da Unidade Projeto Pescar Unimed Porto Alegre inicia atividades

Nesta semana (15/01), a 4ª turma da Unidade Projeto Pescar Unimed Porto Alegre iniciou as atividades na cooperativa. Com idades entre 16 e 19 anos, os jovens terão aulas de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h, até o dia 5/11.

Os 20 jovens participam do curso de Iniciação Profissional em Serviços Administrativos.

Parceria – Desde 2006, a Unimed Porto Alegre é mantenedora da Fundação Projeto Pescar. Em dezembro de 2014, aprovou o projeto para a criação de uma unidade própria e já certificou três turmas.

Unimed Porto Alegre - baixa

Procempa e Fundação Projeto Pescar firmam parceria

Na quarta-feira (21), a Companhia de Processamento de Dados do Município de Porto Alegre (Procempa) assina convênio com a Fundação Projeto Pescar para a formação socioprofissional de 12 jovens em situação de vulnerabilidade econômica e social de Porto Alegre.

Serão selecionados jovens, entre 16 e 19 anos, residentes em Porto Alegre, para o Curso de Iniciação Profissional em Serviço de Informática e Manutenção de Computadores e Redes.

O curso é gratuito e se realizará entre os meses de março/2018 e janeiro/2019. As aulas serão ministradas na unidade da Procempa, localizada na Rua Lima e Silva, nº 1718, no turno da tarde, das 14h às 18h, de segunda a sexta-feira. O transporte dos alunos será custeado pelo projeto, assim como a alimentação e o uniforme.turma2

“A certificação foi um momento de concretizar tudo aquilo que acreditávamos”, diz a oradora da Unidade Fundação Francisco Xavier Kunst

FFXK_FORMATURA PESCAR 2017Um clima de alegria e realização marcou a certificação da 19ª turma da Unidade Projeto Pescar Fundação Francisco Xavier Kunst. A cerimônia ocorreu em dezembro (6/12), com a participação de 14 jovens de Campo Bom e Novo Hamburgo, com idades entre 16 e 19 anos, que receberam o diploma de formação no curso de Iniciação Profissional em Serviços Administrativos.

Agora, eles estão aptos para o mercado de trabalho, depois de um ano de preparação não apenas profissional. “Eles também recebem orientação sobre a vida familiar, cidadania e o papel de cada um na sociedade, percebendo que cada um é fundamental para que seu bairro, sua cidade e seu país possam se desenvolver e evoluir sempre”, destaca a presidente da Fundação Francisco Xavier Kunst, Simone Kunst. “E nessa formação, contam com o apoio dos voluntários, que compartilham seu conhecimento em diversas áreas. É mais uma lição de cidadania que os jovens aprendem durante o curso”, acrescenta Simone.

O paraninfo da turma, o Diretor Industrial e de Sustentabilidade da Arezzo, Cisso Klaus, ressaltou a importância da dedicação de cada um, a partir da formatura. “É preciso foco, disciplina, lutar pelos objetivos. E sempre levar em conta o que está no seu coração, ouvir seus sentimentos é muito importante”, orientou o Diretor.

Para a jovem Eduarda Vargas, oradora da 19ª turma, a certificação foi um momento de concretizar tudo aquilo que acreditavam durante a formação: “Um misto de felicidade por realizar o tão esperado objetivo. O grande dia foi uma prova de que tudo o que foi vivido foi verdadeiro e intenso. Este momento nos fez afirmar que vivemos verdadeiramente o projeto e que entramos de cabeça no desafio, algo que é parte de nós e ficará para sempre em nossa memória”

Além de Simone e Cisso, participaram da Mesa Oficial Evandro Kunst (Diretor da Artecola Química Brasil e Vice-Presidente da Fundação Francisco Xavier Kunst), Renato Kunst (convidado de honra, dirigente do Projeto Pescar e Presidente do Conselho de Administração da Artecola Química), Edgar Bortolini (Presidente da Fundação Projeto Pescar) e Taiane Rodrigues (Educadora Social do projeto Novos Horizontes/Pescar). O presidente executivo da Artecola Química, Eduardo Kunst, também prestigiou a formatura, assim como familiares dos formandos, voluntários e convidados especiais. O evento ocorreu na sede da Fundação Francisco Xavier Kunst, em Campo Bom.

Fonte: Fundação Francisco Xavier Kunst

Os 13 anos de parceria da Procempa com o Projeto Pescar são comemorados na certificação

Dezessete jovens da Unidade Projeto Pescar Procempa receberam os diplomas de conclusão do curso de Iniciação Profissional em Serviços de Informática e Redes. A certificação, realizada em dezembro (20), no Teatro Renascença, foi acompanhada pelos familiares, amigos e instrutores voluntários da Companhia de Processamento de Dados do Município de Porto Alegre (Procempa) e de outras entidades, que ao longo do ano,  dedicaram parte do seu tempo para compartilhar com jovens seus conhecimentos.

Porto Alegre, RS - 21.12.2017 Formatura de jovens do Projeto Pescar Procempa Foto: Mônica Bidese/ Divulgação PMPA

Porto Alegre, RS – 21.12.2017
Formatura de jovens do Projeto Pescar Procempa
Foto: Mônica Bidese/ Divulgação PMPA

O diretor-presidente da Procempa, Paulo Miranda e o presidente voluntário da Fundação Pescar, Edgar Bortolini, destacaram em suas manifestações a importância da parceria para a formação dos jovens e deixaram uma mensagem de incentivo ao grupo estimulando-os a continuarem buscando novos desafios. “Nós estamos orgulhosos desta parceria que nos proporciona há 13 anos capacitar jovens e promover a sua inclusão social. Já passaram pela Procempa mais de 200 meninos e meninas desde que aderimos ao projeto. E há exemplos de como o engajamento na preparação dos adolescentes para o exercício de uma profissão foi importante. Temos egressos do Pescar que já estão no mercado, então, não desistam. Hoje nós proporcionamos essa oportunidade e vocês a usaram para se formar. Persistam nos seus sonhos”, salientou Miranda.

Ao longo de 2017, os jovens participaram de atividades que incluíram conhecimentos para manutenção de computadores e redes, e de desenvolvimento pessoal e cidadania. O objetivo do projeto, que contempla jovens em situação de vulnerabilidade social e econômica, além de educar e formar cidadãos, é prepará-los para darem os primeiros passos no mundo do trabalho. Ao todo, o curso somou 800 horas de aula. Elen Luiza da Cruz Santos e João Bernardo da Luz Joaquim, oradores da turma, destacaram a importância desse tipo de iniciativa que qualifica os jovens para os primeiros passos na vida profissional. “Foi uma vitória fazer parte do grupo”, disse Elen.

Fonte: Procempa

Certificação da 7ª turma da Unidade Projeto Pescar Aemflo e CDL São José é marcada pela emoção

Após um ano cheio de experiências e de muitos conhecimentos, os 17 jovens da 7ª turma da Unidade Projeto Pescar Aemflo e CDL São José puderam, enfim, comemorar: estão preparados para encarar os desafios do mercado de trabalho! Essa conquista foi celebrada na noite do dia 5 de dezembro, durante a certificação marcada pela emoção e que reuniu familiares, amigos, voluntários e apoiadores do curso de Iniciação Profissional em Serviços de Comércio. A celebração aconteceu na sede da AEMFLO e CDL São José, em Barreiros.

Um dos pontos altos da noite foi o momento em que a senhora Angelita, mãe da jovem Stefany Luiza, falou em nome das famílias. Ela deixou todos emocionados ao afirmar que o Projeto Pescar foi a resposta de uma oração da filha, que queria muito fazer um curso preparatório para o mercado de trabalho, mas a família não tinha condições financeiras para arcar com os custos. Ela disse ainda que o Pescar proporcionou mudanças não só na vida da filha, mas também em toda a família e finalizou agradecendo às entidades e apoiadores por abrirem as portas e acreditarem nos jovens.

Outro momento marcante foi a hora em que os jovens apresentaram seus talentos revelados durante o ano. Enquanto alguns tocavam violão, outros dançavam e cantavam, entoando uma paródia que dizia:

Se tu entra no Pescar
Prepara pra mudar
Transformação cai bem
Ação também
Mas tem que ser pra valer
Não vai te arrepender
Então olha bem
te prepara pra transformação…”

A jovem Thalita Abreu, de 17 anos, conta que se emocionou muito na certificação. “Foi gratificante relembrar nossa trajetória. Tivemos muitas conquistas e também desafios, que foram essenciais para o nosso crescimento. Eu sou outra pessoa depois do Projeto Pescar. Desenvolvi minha liderança e aprendi lições valiosas sobre autoconhecimento”, revela a jovem que vai prestar vestibular para nutrição.

O jovem Victor Costa, de 20 anos, descreve como a formatura foi linda. “Todos se emocionaram bastante. Criamos um vínculo muito forte com os voluntários, quase uma relação entre pais e filhos. Um dos momentos mais marcantes para mim foi a homenagem à nossa educadora”, relata. Ele completa que o Projeto Pescar mudou tanto sua vida pessoal, quanto profissional. “Contribuiu muito para o meu amadurecimento. A partir de agora, vou em busca de um trabalho na minha área: mecânica industrial”, revela o jovem.

A presidente da AEMFLO e CDL São José, Nadir Koerich, participou da formatura e confessa que também se emocionou. “Foi uma noite muito especial. Mais de 80 jovens da região já passaram pelo Projeto Pescar e, a cada certificação, vemos o brilho no olhar, o preparo e a motivação para entrar no mercado de trabalho. Parabéns a todos esses jovens pela trajetória! Vocês são o futuro do nosso país”, afirma.

Fonte: Aemflo e CDL São José

 

Certificação dos aprendizes do Projeto Pescar na Ticket Log

A tarde de 8 de dezembro foi muito especial para todos os envolvidos com a 8ª turma do Projeto Pescar da Ticket Log, em Campo Bom. Convidados da direção, voluntários internos e externos, se reuniram na sala do Projeto Pescar para celebrar a conquista dos 19 jovens participantes do curso de Iniciação Profissional em Serviços Administrativos, que na sua grande maioria foram contratados para diferentes setores da empresa.

Para a educadora Márcia Rambo o momento da certificação é muito importante, pois celebra todo o aprendizado do ano.  Ela ainda salienta: “Sou muito grata a todos que de alguma maneira contribuem para a formação destes jovens e que oportunizam o ingresso deles na nossa empresa. ”

A jovem Caroline Mora Monteblanco, 17 anos, que foi efetivada como assistente de serviços comenta sobre a experiência: “O Projeto Pescar foi algo incrível em minha vida este ano, pois além de ter me proporcionado o início e a preparação para a carreira profissional, aprendi  todos os dias a evoluir mais como pessoa, junto de pessoas,  e a descobrir diversas maneiras de ver as coisas. Foi uma fase, em que juntos aprendemos, e  nos ajudamos. Só tenho a agradecer imensamente, por terem me proporcionado coisas que ficarão eternizadas em minha memória. Ganhei amigos, aprendizado, oportunidade de trabalho e experiência com convívio em grupo, que ampliou meus horizontes, e me mostrou o quanto um grupo tem força e pode gerar resultados. Minha gratidão  a Ticket Log por apoiar e ter este projeto.”